http://www.facebook.com/ramojoalheiro http://br.linkedin.com/in/ramojoalheiro Google + Youtube Pinterest Skype RSS Acesso Vip Contato Webmail
http://www.facebook.com/ramojoalheiro Pinterest
VOCÊ ESTÁ EM: HOME / Entrevistas /

Entrevista com Vera Masi, organizadora da Bijóias e da Bijóias Express



Vera Masi, organizadora da Bijóias e da Bijóias Express, fala para o portal Ramo Joalheiro um pouco sobre estes importantes eventos do ramo, fala da importância de se participar da feira, e dá dicas sobre as últimas tendências de bijuterias.
Ramo Joalheiro: Primeiramente, qual é a diferença entre a Bijóias e a Bijóias Express?
Vera Masi: Express, como a sua própria designação, é uma edição da BIJÓIAS (maior e mais expressivo evento profissional do setor de bijuterias, acessórios, jóias de prata, aço e folheados da América Latina) diferenciada das demais pela rapidez e velocidade com que acontece, satisfazendo às necessidades de um mercado que tem suas vendas impulsionadas pela emoção que os produtos despertam no consumidor.

Ramo Joalheiro: Qual foi o principal destaque desta quarta edição?
Vera Masi: Em sua quarta edição, a BIJÓIAS EXPRESS reuniu coleções exclusivas de 70 dos mais expressivos designers e fabricantes do setor, com um mix de itens bastante variado, que promete fazer a diferença nas vitrines de todo o país, independentemente do perfil do consumidor. E, além de ponto de encontro de lojistas que buscaram a melhor opção de compras, a 4ª BIJÓIAS EXPRESS reafirmou o seu compromisso institucional com o setor, abrindo espaço no evento para o lançamento do livro “Sabrina Jóias”, que narra a trajetória de sucesso da tradicional indústria de jóias folheadas e biojóias de Cesário Lange (SP).

Ramo Joalheiro: Em sua opinião, qual é a importância, para uma empresa, em participar da Bijóias?
Vera Masi: A Bijóias é a maior ferramenta para encurtar distâncias entre fabricante/designers e seu público, pois recebe compradores das mais diversas regiões do país e exterior. O evento também serve para projetar a marca no cenário da moda e dos negócios. Além disso, devido ao processo seletivo pelo qual as empresas passam antes de serem convidadas a expor no evento, onde a Masi & Associados avalia a criatividade, o design diferencial das peças e o tipo de trabalho as empresas que participam da Bijóias são vistas com outros olhos pelo mercado, é como se elas tivessem passado no vestibular. Isso abre muitas portas e facilita a relação comercial entre expositores e comerciantes.

Ramo Joalheiro: E como um empresário faz para expor sua marca na Bijóias?
Vera Masi: A empresa precisa preencher uma ficha cadastral, enviar a documentação da empresa e amostras dos produtos que faz. O material é avaliado e analisado pela equipe e é dada preferência para os trabalhos diferenciados e inovadores, pois não queremos que a empresa seja mais um na relação de expositores da feira, mas que seja a empresa.

Ramo Joalheiro: A feira mudou de local, saiu do Frei Caneca e mudou-se para o Fecomércio. Qual foi o motivo dessa mudança?
Vera Masi: Somente a BIJÓIAS EXPRESS é realizada no Centro Fecomercio de Eventos, pois é uma edição menor e com outro dinamismo, assim um local diferente é positivo, pois faz com que os compradores não comparem com as edições do Frei Caneca, que são em média três vezes maiores. As demais edições do ano continuam sendo realizadas no Centro de Convenções Frei Caneca.

Ramo Joalheiro: Quando o assunto é bijuteria, quais são as últimas tendências?
Vera Masi: O acessório nunca esteve tão em alta. Ele tudo pode! Colares em cascata, braceletes imensos, brincos e anéis grandes dão o tom na temporada de moda. Vedetes da estação, as correntes aparecem em larguras e formas variadas, com pingentes poderosos. Tal e qual as argolas, que vieram para ficar. Muita mistura de pedras, metais niquelados, resinados... E nos tempos em que a sustentabilidade é palavra de ordem, destaque para o lançamento de uma coleção de biojóias, produtos ecologicamente corretos, que trazem sementes da Amazônia e madeiras reutilizadas.

Ramo Joalheiro: No mercado joalheiro, os homens, aos poucos, conquistaram seu espaço. Você acha que no mercado das bijuterias eles também conseguirão alcançar o mesmo espaço?
Vera Masi: Não acredito, pois as bijuterias e acessórios são muito femininos e dependem de habilidade manual que é um dom nato das mulheres, facilitando muito a criação das peças. Já no setor de jóias de prata, aço e folheados, os homens ganham disparados, pois dominam o processo de fabricação do começo ao fim, pois é um processo muito mais técnico do que criativo. Mas, tanto homens como mulheres, são criativos, mas cada qual de um jeito.

CREDITOS:

Licença de Uso

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial 3.0 Brasil License.


COMENTE COM O FACEBOOK



Deixe Seu recado


Nome:

Campo obrigatório

Email:

Campo obrigatório

Comentário:

Campo obrigatório

Campo obrigatórioDigite os números da imagem ao lado

 

  



Veja Também